BEAUTÉ – A base perfeita!

beute

Da esquerda para a direita: Base Pro Longwear SPF 10 (M.A.C); Base Anti-Blemish Solutions (Clinique); Base Studio Moisture Tint SPF 15 (M.A.C); Base Hello Flawless Oxygen Wow! SPF 25 PA+++ (Benefit)Base Hidratante Illusion® Tinted Moisturizer Oil Free SPF 15 (Hourglass)

Algumas temporadas passadas em semanas de moda –  em todo o mundo – já tivermos uma constatação: quando mais natural for o look da pele, no quesito base, melhor. Dificilmente atualmente prefere dar aquele efeito máscara, sabe? Tudo meio duro e opaco, sem vida.

E a busca para a “pele nada” é árdua: afinal, qual o melhor tom e tipo de base fica melhor em você? Como aplicar de forma correta?

O tom certo para você

É importante definir o tom da base para que você não fique com duas cores andando por aí, né? Para tanto, a melhor região para testar isso é na bochecha ou no maxilar, pois ali encontramos uma parte intermediária. Evite a máxima de testar a tonalidade na mão ou pulso! Afinal de contas, seu rosto não tem a mesma textura nem cor. Ao aplicar e depois espalhar, lembre-se: a base não pode ficar densa e com uma cor muito diferente da sua, ela precisa camuflar imperfeições, não mudar totalmente sua pele.

basestexto

Qual o tipo?

Graças aos avanços tecnológicos na área de beleza, hoje temos tipos bem distintos de base – cada uma com textura, cobertura e função diferente.

Para peles oleosas, a melhor opção é uma base oil-free, livre de textura oleosa e que tenha acabamento mate – muitas já dão essa informação nos rótulos. Aqui também cabe quem tem pele normal ou mista (a famosa zona T).

Se sua pele tem acne, pode optar por bases específicas para cobertura de espinhas. Lembrando que nesta categoria também é aconselhável as oil-free.

Para peles mais opacas e sem vida, a indicação sé uma base que tenha hidratação e tenha função iluminadora. Peles mais secas podem optar por bases mais hidratantes.

 

Fonte: T. Animale.

Leave a Reply