Dicas importantes para arrumar o guarda-roupas!

dicasgr_01

Hello girls!

Nada pior do que a gente abrir o guarda-roupas e se sentir totalmente perdida, não é? Por isso hoje tem post mega especial para te ajudar a organizar tudo certinho. 😉

As dicas são da top top blogueira Mariana Kalil e são a mais pura verdade de tudo o que a gente precisa!

dicasgr_02

Nunca tiro tudo de dentro do armário de uma vez só. Isso causa crise de ansiedade e mais: lá pelo meio da faxina a gente começa a ficar cansada, a fazer as coisas mal e porcamente e coloca tudo a perder. O ideal é separar por itens. Domingo, por exemplo, eu quis a gaveta de biquínis, de lingeries e a parte de camisetas. Fiz uma coisa de cada vez e fui sentindo a produtividade. Se tivesse atirado tudo no meio do closet, teria saído correndo do quarto sem terminar o que havia começado. Se dividimos as arrumação em temas, podemos continuá-la por várias dias e tudo estará sempre em ordem.

dicasgr_03

Costumo experimentar tudo de novo e ver se realmente vou usar ou me desfazer. Há peças que estão inteirinhas após anos de uso. Dá pena de dar adeus. O problema é que não combinam mais com o momento em que vivo, são peças que tinham minha cara quando eu tinha 20/30 anos e agora a realidade é outra. Então, elas vão para a sacola da doação. Com dó e alguma piedade.

dicasgr_04

Errei ao mandar fazer meu sapateiro, pois deveria tê-lo feito com mais profundidade. Certa feita, minha xará, Gloria Kalil, me deu uma dica preciosa sobre arrumação de sapatos: guardar um pé na frente do outro. Daí poupa-se mais espaço no sapateiro. Sim, eu ouvi a dica, registrei a dica, mandei fazer meu sapateiro sem aproveitar a dica e agora estou dando a dica. Sim, sou uma imbecil.

dicasgr_05

Abandonei por completo a ideia de pendurar mais de uma peça em um cabide investir em cabide é investir em organização e em visibilidade. Pode ter certeza que aquela camiseta por baixo da outra será para sempre esquecida. na pressa do dia a dia, a gente só enxerga o que está diante dos olhos.

dicasgr_06

Separo tudo por cores e coloco os cabides todos virados para a mesma direção e com os ganchos voltados para dentro. Se tenho TOC? Acho que não, nunca procurei ajuda pra saber. Então, meu armário começa com tudo o que é branco, depois amarelo, depois verde, depois azul, depois vermelho, depois nude… E assim vai indo até o preto. São peças de tecidos variados, apenas unidas pela cor. Por exemplo: tenho camisetas de malha podrinha com camisas de seda, com blusas de viscose… Todas juntas, da mesma cor. Porque eu funciono por cor, sabe assim? Se acordo a fim de usar amarelo, vou na parte do amarelo e vejo as possibilidades que se apresentam. Não acordo com vontade, por exemplo, de usar camisa de seda. Acordo com vontade de usar preto, ou branco. Cor e não material, sabe assim? Com as estampadas, funciono do mesmo jeito. Vejo qual é a cor predominante da estampa e coloco perto das peças deste tom. Já, se o seu caso for o contrário, dá pra pensar em separar por materiais e não cores. Camisas de seda de um lado, camisetas de outro, camisas jeans de outro…. À vontade. Eu deixo!

enhanced-buzz-2655-1393428911-8-419x499

E olha que ideia muito bacana para evitar que vestidos e blusas de tecido mais fluido despenque dos cabides (coisa que me tira do sério): prender borrachinhas coloridas nas extremidades!

dicasgr_07

Não sou adepta de baixar roupas de inverno e subir roupas de verão e vice-versa a cada mudança de estação. Prefiro ter tudo à vista e por isso mesmo costumo manter apenas o que cabe à vista no guarda-roupa. Já faz algum tempo que as estações não são assim tão bem definidas e não iniciam pontualmente em suas datas oficiais. No inverno, posso precisar de uma blusa fresquinha e no verão posso querer um casaquinho. É por isso que sou adepta do menos é mais: tudo à vista. O que tenho está ao alcance dos olhos e ponto.

dicasgr_08

Meu ideal de vida é conseguir padronizar meus cabides. Ainda não consegui. Mas indico. Tudo parece muito mais bonito e em ordem com cabides de uma mesma cor. Algo que abominei de vez é manter aqueles cabides de lavanderia, sabe? Antes, trazia a roupa da lavanderia e deixava naquele cabide desmilinguido. Mas foi me dando uma sensação de desleixo.

dicasgr_09

Penduro todas as peças que costumam ser passadas, como camisas, calças, vestidos e saias. Pra conservar as camisas passadas, aprendi a dica de abotoar o primeiro botão. Quanto aos casacos, mantenho sempre fechados para evitar que caiam do cabide  ocupem ainda mais espaço.

dicasgr_010

Confesso que ainda preciso desenvolver uma técnica para a arrumação das botas. Botas, sim, são calçados só usados em dias de frio. Então, na maior parte do ano as coitadas ficam lá, a Deus dará. No meu caso, ainda ganhando pó, já que meu sapateiro é aberto. Dia desses, vi uma ideia que achei genial para tirar as botas do chão e não ficar juntando sujeira.

enhanced-buzz-5360-1393343108-16-383x499 enhanced-buzz-26639-1393284328-9-419x499

dicasgr_011

Tenho certeza que não uso mais meus lenços, mantas e echarpes porque esqueço absolutamente que eles existem, uma vez que vivem esquecidos no fundo de uma gavetona. Taí uma resolução de ano novo: torná-los mais visíveis e aprender a me colorir mais com eles. Pesquisei algumas ideias de como admirá-los no closet e achei ótimas dicas.

enhanced-21933-1393437637-5-359x499

Uma ideia quase óbvia, mas interessante. Neste caso, eles teriam que ficar dentro do armário ou poderia pendurar o cabide em alguns dos muitos ganchos que tenho pregados nas extremidades do closet. Ainda prefiro do lado de fora.

enhanced-22068-1393437741-8

Essa ideia eu achei um primor de delicadeza: pendurar uma corda, como se fosse essas cordas de estender roupas, e pendurar os lenços e echarpes com prendedores de roupa de madeira. Ok, talvez não seja um primor de praticidade encontrar um espaço assim dentro do closet. Mas vale a pena fazer uma investigação e tentar achar. Dá vontade de suspirar, vai dizer?

 

 

Leave a Reply