Faça as pazes com o seu armário

faca-as-pazes-com-o-seu-armario-768x764

Episódio 2: o Espelho, seu grande aliado!!!

As ultimas semanas tem sido vibrante, foram tantas as inspirações que surgiram diante do tema que irei abordar que demorei para conseguir formatar este texto. Espero que gostem!

Como comentei no post anterior, um dos erros frequentes nessa relação de amor e ódio com o armário é de que não adianta sair se desfazendo de peças somente porque quer mudar o seu estilo, e que roupa cara é aquela peça que fica parada no seu armário ou aquela que você pagou baratinho e na segunda lavada a costura lateral vem parar no seu umbigo. Destaquei também a importância de usar as peças de forma diferente, de se ousar e se arriscarmos com novos padrões de combinações.

Hoje irei abordar um assunto delicado, que tortura todas as mulheres diariamente: o espelho. O primeiro grande erro é enxergar o espelho como o “grande inquisitor”: aquele que a acusa dos brigadeiros que comeu e que fala diariamente que você deveria ter os braços torneados da Débora Seco, o bumbum da Kate Kardashian….. enfim, olha somente para aquilo que” quer ser “e “quer ter”, esquecendo-se de olhar-se de todos os ângulos, para que se tenha uma visão correta e precisa das suas proporções. Você precisa encarar o espelho como o seu grande aliado, pensando sempre que não existe corpo perfeito e que isso, desde que o mundo é mundo é tão relativo, social e culturalmente, e que isso varia tanto de tempos em tempos, que fica impossível nos enquadrarmos. A melhor maneira e encarar-se de frente e o melhor antídoto para isso é: para de ver revistas de beleza, não se esqueça que você e a sua melhor imagem, a partir daí comece a observar em seu corpo o que você quer alongar, disfarçar, encurtar e realçar. Para isso existem técnicas e truques em que as roupas podem ser as suas grandes aliadas na hora de vestir. Roupas de bom caimento, com as cores e combinações corretas para cada ocasião, podem realmente fazer toda a diferença, exemplo disso é Michelle Obama que, durante oito anos consecutivos como primeira dama dos Estados Unidos, mais do que se vestir com elegância e se comportar como “it girl”, fez uso do ato de “vestir-se” como ferramenta de comunicação. E o fez com mestria, basta lembrarmos do vestido purpura ou do ultimo vestido azul cobalto em que fez uma emocionante defesa da candidatura de Hillary Clinton à presidência, no primeiro dia da Convenção Nacional dos Democratas que aconteceu no dia 26 de julho deste ano

michelle-obama-vestidos

Para tanto, estudos apontam que a imagem pessoal conta tanto que vestir-se bem pode garantir um aumento de salário de 20%, segundo pesquisa realizada pela Universidade de Chicago. Os pesquisadores justificam os resultados dizendo que pessoas que projetam suas imagens com clareza, também são percebidas com habilidades de mais inteligência, mais saudável e mais social do que o restante.
Para alcançar essa imagem que comunica quem você é realmente, é preciso fazer as pazes com o espelho e fazer dele seu grande aliado. Para, a partir daí, utilizar a roupa como ferramenta de comunicação e só assim, empoderando-se de si mesma, será possível formatar uma imagem clara, afim de sentir-se mais bonita, segura e mais a vontade no mundo.

renata-biazottoTexto de Renata Biazotto: Designer de Moda Especializada em Consultoria de Imagem e Estilo, percebe o slow living como uma nova mentalidade carregada de benefícios e mudanças para nós e para o mundo.

Leave a Reply